GESTÃO DA QUALIDADE EM SERVIÇOS POR RESULTADOS E EFICIÊNCIA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: UM ESTUDO DE CASO DE INDICADORES NO INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL

Vinicius Abilio Martins, Jair Jeremias Junior

Resumo


O objetivo deste estudo é avaliar a influência da quantidade de servidores e o tempo de serviço sobre indicadores do BSC. Definiu-se como problema de pesquisa: “Qual a relação da quantidade de servidores e o tempo de serviço nos índices de desempenho das agências da Previdência Social?”. Os dados utilizados referem-se às 17 agências da Previdência Social vinculadas à Gerência Executiva de Cascavel. Elaboraram-se, para a análise, quatro hipóteses de pesquisa. Utilizaram-se dados do Plano de Ação de cada agência, posteriormente consolidados em planilha eletrônica. Utilizou-se do software SPSS Statistics, para análises estatísticas. Procedeu-se à aplicação do reste Shapiro-Wilk, para análise da normalidade, por se tratar de teste adequado para amostras reduzidas (n < 30). Ato contínuo, efetuou-se o teste de correlação de Spearman. Da análise dos resultados, todas as hipóteses foram refutadas, indicando que a variação na quantidade de servidores ou de tempo de serviço não apresentam mudanças significativas nos índices do BSC.


Palavras-chave


Qualidade em Serviços. Eficiência. Indicadores. Serviço Público. Balanced Scorecard.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2359-618xregea.v6i1/2.p131-144.2017

Direitos autorais 2017 Revista Gestão em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.