ANÁLISE DO PERFIL DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS DE UMA IFE APÓS A PROMULGAÇÃO DA LEI FEDERAL 11.091/2005

Raphaela Silva Ribeiro, Andre Luis Bertassi, Bernardo Cintra Teodoro, Roosevelt Mairink dos Santos Júnior

Resumo


Desde a percepção do trabalhador como diferencial competitivo, as organizações passaram a buscar sua motivação e desenvolvimento. As instituições federais de ensino desenvolveram planos de carreira, objetivando capacitar e qualificar seus servidores, diante da maior efetividade de suas ações. O objeto deste trabalho é o perfil dos TAE da UFSJ, 12 anos após a promulgação da Lei Federal 11.091/2005, que concede incentivos financeiros conforme a obtenção de titulações superiores às exigidas para o ingresso nos cargos. Este levantamento é uma pesquisa descritiva, que realizou análise quanti-qualitativa dos dados extraídos de sistemas informatizados utilizados pela Universidade. Observou-se que a supramencionada Lei influenciou os servidores ingressantes a partir de 2005 a buscar maiores níveis de instrução, embora não tenha sido capaz de fazê-lo com os que já estavam no serviço público nesta ocasião, o que leva a inferir que tem havido uma mudança gradual na cultura dessas instituições.


Palavras-chave


Qualificação. Plano de carreira. Servidor técnico-administrativo em educação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2359-618xregea.v6i1/2.p88-101.2017

Direitos autorais 2017 Revista Gestão em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.