Epigenética e exercício físico: influência em transtornos de ansiedade?

Mariana de Oliveira Lobo, Felipe Carneiro Krier, Ramires Alsamir Tibana, Jonato Prestes

Resumo


Introdução: A embora o número de estudos que correlacionam os efeitos da atividade física com aspectos morfofisiológicos cerebrais e com transtornos de ansiedade tenha crescido, existe limitação no campo do treinamento de força (TF) e seu papel de modificador comportamental, assim como sua relação com eventos epigenéticos. Objetivo: realizar uma revisão sistemática da literatura em relação aos efeitos do exercício físico e à influência transgeracional das características epigenéticas em quadros de transtornos de ansiedade. Métodos: realizou-se uma pesquisa bibliográfica em Literatura científica nacional e internacional, nas bases eletrônicas: Literatura Latino-Americana em Ciências da Saúde (LILACS), Scientific Electronic Library Online (SciELO) e Public Medline (PubMed). Na busca, sem limitação de período de tempo, utilizaram-se as seguintes palavras-chave, em português/inglês: “Ansiedade”; “Ansiedade e exercício físico”; “Treino de força e Transtorno de Ansiedade”; “Transtorno do Pânico”; “Transtorno de Ansiedade Generalizada”; “Epigenética”. Resultados: notou-se que, nos quadros de transtornos de ansiedade, os ajustes fisiológicos aos quais o organismo se torna submetido extrapolam o âmbito do sistema nervoso autônomo e atingem o sistema endócrino e imunitário, tornando-se duradouro. A prática de exercício físico e a epigenética demonstraram relevante papel na modificação dos principais sinais e sintomas dessa psicopatologia. Conclusões: os artigos estudados apresentaram tipos de estudo bastante distintos entre si, demonstrando o benefício alcançado pela prática de exercício físico nos quadros de transtorno de ansiedade, mas não possibilitaram delinear que tipos e metodologias são os mais adequados. Ficou evidente a necessidade da correlação entre Treinamento de força e epigenética.

Palavras-chave


Treinamento de força; Exercício físico; Epigenética; Transtorno de Ansiedade

Texto completo:

PDFA


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v6i2.1439.p182-188.2018

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Journal of Health & Biological Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.