Correlação entre capacidade funcional e capacidade pulmonar em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica

Karla Katarine Rodrigues Teixeira Bastos, Roseane Chaves de Araújo Oliveira, Winnie Alves Moreira Lima, Ricardo Ribeiro Badaró, Keyla Iane Donato Brito Costa, Pablo Luiz Santos Couto

Resumo


Introdução: o a avaliação da capacidade pulmonar é realizada por meio da espirometria, que permite avaliar os principais parâmetros respiratórios. Entre as formas de avaliar a capacidade funcional, tem-se o teste de caminhada de seis minutos que proporciona uma análise global dos sistemas. Essas formas de análise funcional contribuem tanto para a compreensão do impacto da doença e do seu estadiamento clínico, como para a elaboração de prognóstico. Objetivo: correlacionar a capacidade funcional e a capacidade pulmonar em pacientes com DPOC. Métodos: tratou-se de uma pesquisa transversal, quantitativa, na qual foi aplicada a espirometria e o TC6m em pacientes atendidos pelo Programa Respira Bahia, inserido na Polimeg de Guanambi, entre os meses de abril a novembro de 2016. Resultados: observou-se correlação moderada positiva da variável VEF1 em relação ao TC6m. Conclusão: conclui-se que, nos pacientes com DPOC analisados, o comprometimento da função pulmonar está diretamente relacionado com a piora da capacidade funcional.

Palavras-chave


Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Espirometria; Teste de caminhada de seis minutos

Texto completo:

PDFA


DOI: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v6i4.1786.p371-376.2018

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Journal of Health & Biological Sciences

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.
Fale Conosco
Unichristus 2016. Todos os direitos reservados.